Quem sou

Dayse CabralDayse Cabral
Minha trajetória como atriz começou na década de 1980 no grupo de teatro amador Cerâmica Teatral. No ano de 1995, iniciei minha formação em dança e escolhi o flamenco como uma disciplina corporal para meu treinamento como atriz. Sou também diretora teatral e professora de teatro e flamenco. Como artista independente que trabalha com a linguagem dança teatro continuo estudando, praticando e utilizando o flamenco como uma atividade corporal complementar ao meu trabalho como intérprete. Leciono dança como uma disciplina corporal para atores e não atores. Meus cursos são apostilados e faço amplo uso de recursos audiovisuais para explicar, ilustrar e praticar os temas. Defino meu processo corporal de trabalho como “Postura Dinâmica” ou “Técnica do movimento invertido”. O processo consiste em aulas de expressão e consciência corporal com técnicas do baile flamenco que, objetivam criar uma predisposição física dos artistas para estabelecer vínculo corporal com objetos, o espaço e parceiros de cena. A organicidade é conseguida por meio da repetição e prática de exercícios corporais que possam abrir caminho para os universos afetivos ou estados emocionais de um ator. Vencer resistências psicofísicas para canalizar a energia corporal para a interpretação.
Estudar dança significa ainda hoje, para mim a possibilidade de expandir minha expressão corporal para o teatro, enriquecer minha expressão gestual para atuar como atriz. Então, sempre procuro explorar as possibilidades que a dança flamenca me oferece para me preparar de corpo e alma para estar em cena. Enfim, não é suficiente trabalhar com o intelecto e o conhecimento, se você como artista não tem um corpo estimulado e sensibilizado para exteriorizar o seu personagem. Em cena o ator precisa estar despudorado e visceral para criar e revelar um ser de carne e ossos dotado de atitude, interioridade e personalidade. Portanto, no meu cotidiano preciso manter meu corpo em treinamento constante. Buscar uma técnica corporal, um exercício (de respiração, relaxamento, concentração, memória, um jogo teatral) para manter meu corpo organicamente sensível, estimulado e motivado em energia para a interpretação”. E a dança flamenca tem me auxiliado neste processo.Dayse Cabral
Recentemente frequento cursos livres de cinema e de atuação para vídeo e televisão para adquirir experiência não só para atuar nestes formatos como também para dirigir, roteirizar e produzir filmes.